terça-feira, 16 de março de 2010

CONTÁGIO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Feroz em nós uma paixão de novo
nos ameaça
nos faz vibrar, o sangue flui
sobe no rosto
de repente a gente fica
disposto a tudo
e tudo é pouco
não importa que essa loucura
não tenha alívio
a gente muda, respira de outro jeito
arfa no peito sempre uma pressa
sempre aquela vontade
sozinha fico metade
depressa me abraça, uma saudade
que dói, uma coisa que arrebenta
e não se agüenta mais.

A gente se entrega ao risco
arrisca a pele, perde o rumo
no prazer dessa desorientação
A gente quer explodir e não pode
quer se conter e não sabe
quer se livrar do jugo da paixão
mas não quer que ela acabe.


Bruna Lombardi

4 comentários:

direitinho disse...

Belo poema.
Quase somos levados nessa corrente que corre pela mente e nos leva a amar.

Everson Russo disse...

Pelo amor sempre correremos riscos....belos poema,,,otimo dia pra ti amigo,,,abraços.

RETIRO do ÉDEN disse...

Bruna Lombardi...desconhecia que era escritora...bonito poema.
Abraço
Mer

Fabricante de Sonhos disse...

Meu amigo...
vc sempre nos brindando com belas imagens e palavras q encantam...

Beijos enormes!

Façam a feliz porque assim serei também.