sexta-feira, 21 de maio de 2010

COMO UM BARCO

Como um barco assim cheguei
na calma ondulação das tardes
e a ti eu aportei...

E lento eu desfiz
a armação das velas e te amei
enquanto o sol brilhava...

E nas gotas que ficaram
nas curvas do teu corpo
dos suores de nós...

Reentrei firme e fundo
e nessas águas inventamos
o caminho para casa...


Eduardo Leal
http://anossapena.blogspot.com/

8 comentários:

direitinho disse...

Como um barco assim parti.
Armei as velas e juntos rumámos no sonho de viver nesse mar contorcido da vida.

Mila disse...

Linda poesia, bela declaração de sentimentos...
Bjs
Mila

Sonhadora disse...

meu querido Eduardo
maravilhoso poema, muito sensual e acompanhado de beleas fotos.

deixo o meu carinho e um beijinho.

Sonhadora

M@ria disse...

Hoje te ofereço uma flor!

Aceita esta flor como uma oração elevada
aos céus, carregando teu nome, pedindo
que a luz de todas as estrelas se derrame sobre a tua Vida.

Aceita esta flor como se um pássaro fosse,
levando em seu bico a verde folha da esperança,
a semente de brancos e puros lírios,
para que vivas em eterna Paz.

Feliz Sábado com aroma das flores...M@ria

Luis disse...

Meu bom Amigo Eduardo,
Linda poesia, Bela declaração de Amor!
Um grande abraço amigo.

Carmo disse...

Eduardo nota-se que aqui respira-se felicidade. Parabéns por isso.

Beijinhos e bom fim de semana

Carmem L Vilanova disse...

Amigo Eduardo...
Há tempos não passo por aqui, mas hoje venho a deixar-te meus habituais beijos, flores e muitos sorrisos!

Henrique Rodrigues Soares disse...

Bela Poesia, É tão bom passar por aqui.

Um Forte Abraço!