quinta-feira, 20 de maio de 2010

O MEU AMOR EXISTE



O meu amor tem lábios de silêncio
e mãos de bailarina
e voa como o vento
e abraça-me onde a solidão termina.

O meu amor tem trinta mil cavalos
a galopar no peito
e um sorriso só dela
que nasce quando a seu lado eu me deito.

O meu amor ensinou-me a chegar
sedento de ternura
sarou as minhas feridas
e pôs-me a salvo para além da loucura.

O meu amor ensinou-me a partir
nalguma noite triste
mas antes, ensinou-me
a não esquecer que o meu amor existe...

Jorge Palma


7 comentários:

Angela Guedes disse...

Oi Eduardo!!!
O seu amor é lindo.
Beijinhos
Ângela Guedes

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Belíssismo poema do Jorge. Imagens ótimas também.Sempre. Um abraçoo.

ONG ALERTA disse...

Guarde-o lá dentro do coração...paz.
Beijo Lisette.

Sonhadora disse...

Meu querido Eduardo
Lindo este poema de amor.

O meu amor tem lábios de silêncio
e mãos de bailarina
e voa como o vento
e abraça-me onde a solidão termina.

Lindissímo

deixo um beijinho
Sonhadora

tossan® disse...

A foto da garça é sensacional! O brilho na água...Abraço do Santista

Caminhos Poéticos disse...

Vim trazer-te o aroma das flores!
A pureza cultivada na essência da vida,
Os pensamentos mais nobres do vérbo do amor,
Carregados de grandeza da mais pura nitidez,
Os encanto dos caminhos, da mais pura alma,
Em palavras e sensibilidade, de uma poesia.
Em um cantico coberto de grande sabedoria,
Carregadas de simples, palavras de emoção,
Trazidas com carinho do fundo do coração,
O carinho mais profundo dos amores,
Em palavras de plenitudes e virtudes,
Do criador...

Ademir-Alves

Bom final de semana com amor e poesia... M@ria

Valvesta disse...

E no silencio não esquecer que o amor existe...boa e abençoada semana. abraços.