sábado, 29 de maio de 2010

ÉRAMOS NÓS


E então, éramos nós
um corpo e outro,
entregues, envoltos
na noite, faróis
Éramos nós

E então, duas peles
de cores irmãs,
trocavam sabores,
rompiam manhãs
Éramos nós

E então, éramos nós
do tempo esquecidos
de carne ,tecidos,
ardendo, a sós
Éramos nós

E então, artistas que somos,
brincamos de cores, com nossos lençóis
Os pincéis que usamos?
Trouxemos guardados, bem dentro de nós
Éramos nós

E mais nada havia,
na casa vazia,
tão cheia de nós
E o tempo de ir,
se aproximava
e a saudade chegava
precisa, veloz
Éramos nós...

Ana Maria Vergne de Morais
 

8 comentários:

Mila disse...

Belas imagens, linda poesia...a saudade realmente quando chega é veloz.
Bjs meu
Bom Domingo!
Mila

RETIRO do ÉDEN disse...

São belas as fotos e as palavras.
Um Santo Domingo
Abraço
Mer

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar."

Leonardo da Vinci

Lindo e abençoado Domingo! M@ria

Pérola disse...

Bom dia meu querido.
E mais nada havia,
na casa vazia,
tão cheia de nós
E o tempo de ir,
se aproximava
e a saudade chegava
precisa, veloz
Éramos nós...

Maravilhoooooooooooooooso.
Um lindo domingo.
Beijokas.

poetaeusou . . . disse...

*
bonito post,
,
são vós,
e ainda bem !
,
abraço,
,
*

tossan® disse...

Vôos sem asas...É muito bom apreciar tuas fotos tche! Abraço

Pena disse...

Admirável Poeta Amigo:
Fantástico poema de maravilhar.
Faz coisas fascinantes e mágicas.
Abraço forte de parabéns sinceros.
É genial. Sempre o disse.
Sempre a admirá-lo.

pena

Excelente, brioso amigo.
Bem-Haja, pela luz intensa e imensa que irradia.

Sél disse...

O amor pinta belas aquarelas..
E eu levarei essa "aquarela de paixão" a outra página também rsrs
boa semana Eduardo
Belíssima foto de abertura do blog! Belíssima!!!^^

Filosofica-mente

dura-mente linda
linda-mente pura
pura-mente crua
cruel-mente nua
*Lou Vilela*