segunda-feira, 12 de julho de 2010

¨TOQUE-ME¨


Toque-me... Porque a brisa da madrugada
A mesma que movimenta sentimentos
Esta brasa no peito não pode abrandar
E a tantas lembranças me mantém atada

Toque-me... Rompe a corrente que escraviza
Encarcera o desejo, aprisiona os sentidos.
Liberte os sonhos, e que esses sobrevoem
Por sobre o extremo das emoções contidas

Toque-me... Trazendo no toque toda a vida
No calor generoso do sol na minha janela
Traga fogo que derreta sutilmente esta geleira
Vem sarando a carência insana e desmedida

Toque-me... Quero o cheiro desta historia
Que o crepúsculo reascende na memória...

Glória Salles
 

4 comentários:

Amor feito Poesia disse...

Já chamei pessoas próximas de "amigo"
e descobri que não eram...
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada
e sempre foram e serão especiais para mim.

(Clarisse Lispector)

Agradeço sua visita,sua amizade e seu carinho....Beijos muitos !

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Grande poema da Glória Salles e imagens de ótimo gosto

LOURO disse...

Olá Eduardo!

Linda postagem...De fotos e um belo poema!!!

Abraço,
Lourenço

tossan® disse...

Poema lindo e profundo! As fotos são formidáveis. Que prainha linda!
Abração com direito a 3 tapinhas nas costas e cada, um brinde a tua saúde.