quinta-feira, 30 de setembro de 2010

COMO UM RIO

Clique nas fotos para ver no tamanho real


Ser capaz, como um rio que leva sozinho
a canoa que se cansa, de servir de
caminho para a esperança.
E de lavar do límpido a mágoa da mancha,
como o rio que leva, e lava.

Crescer para entregar na distância calada
um poder de canção, como o rio
decifra o segredo do chão.

Se tempo é de descer, reter o dom da
força sem deixar de seguir.
E até mesmo sumir, para, subterrâneo,
aprender a voltar e cumprir, no seu curso,
o ofício de amar.

Como um rio, aceitar essas súbitas ondas
de águas impuras que afloram a escondida
verdade nas funduras.

Como um rio, que nasce de outros, saber seguir,
junto com outros sendo e noutros se prolongando
e construir o encontro com as águas
grandes do oceano sem fim.

Mudar em movimento, mas sem deixar de ser
o mesmo ser que muda.
Como um rio.

(Thiago de Mello)

8 comentários:

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

Abre a janela do coração
e deixa que a madrugada
o tome por inteiro.
Não tenhas medo.
Não faças nada,
senão isso primeiro.

Torquato da luz

Beijos perfumados no coração! M@ria

Luís Coelho disse...

"Crescer para entregar na distância calada um poder de canção, como o rio
decifra o segredo do chão"

Um rio de sentimentos de que se faz uma canção e que nasce no segredo do chão

Carina Felice.Fotografías. disse...

Puro amor en las imágenes y en tus palabras! Preciosos!
Buen fin de semana, amigo, cariños!

Victor Gil disse...

Oi amigo Eduardo.
Das fotos já nem falo. Essa beleza é sem palavras.
As palavras mudam como as ondas do mar. Os rios, esses normalmente continuam correndo no seu destino que os leva à foz. Ou seja, ao beijo dos amantes que estão lindos, como o rio que os enquadra.
Um abraço.
Victor Gil

tossan® disse...

Gostei dessa de mudar com o movimento...As fotos são ótimas. Andas sumido o computador pifou? Deve ser problema de junta... Abraço

tossan® disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosa Carioca disse...

"Que a tua vida seja como um rio, e que à tua passagem nascem flores." (não me lembro do autor)

gaivota disse...

como um rio, que corre para o mar, e um lindo poema numas fotos sempre tão bonitas...
beijinhos