quarta-feira, 20 de outubro de 2010

"SERIA TÃO MAIS SIMPLES"

Seria muito mais simples, se eu não perdesse o ar.
E os murmúrios não evidenciassem o estado ávido
Se me fosse indiferente tão dentro do meu o olhar
Onde originou meus sonhos, irrigou o chão árido.

Como ficar apática a este olhar sôfrego e intenso?
Como ser indiferente a compressão do teu abraço?
Se a conivência da saliva mantém o braseiro denso.
E em todos os vãos de mim, são tuas mãos que caço.

Seria tão melhor na fantasia dos versos permanecer
Não mais hospedar lembranças que volta e meia vem
Trazer confissões e deleites, ancorados neste querer.
Ofuscar esta inquietude que me transforma em refém

No ventre,borboletas inquietas querem o vôo perfeito
Da textura,o calor da pele, minha cabeça em teu peito.

Glória Salles
 

11 comentários:

Luís Coelho disse...

Um sonho de poema ou um poema de sonho que acaba com a cabeça tombada no teu peito.

As fotos estão magníficas.

Isa disse...

Lindo poema!
Que imagens encantadoras!
Parabéns,Amigo.
Beijo.
isa.

O mar me encanta completamente... disse...

Que honra vir aqui e ver um de meus escritos tão bem ilustrados.Obrigada pela divulgação..
Perdoe a ausência, estou passando momentos cada vez mais
difíceis por conta da saúde debilitada do meu pai.
Se quiser, veja no Blog:
http://omarmencantacompletamente.blogspot.com/

Beijinhos...
Glória

Amor feito Poesia disse...

Quando você não aparece
o dia não acontece
pássaros ficam mudos
barcos se perdem,
e as ondas vão para alto mar
a procura do vento...

£UNA

Amor & Paz no seu dia!Beijos meus! M@ria

orvalho do ceu disse...

Olá, Eduardo
Seu poema está muito bonito e junto com as fotos vem alentar meu coração. Obrigado.
Tenha paz interior e abraços fraternais receba.

Vieira Calado disse...

Um poema muito bem escrito

que apreciei!

Saudações poéticas

Carmo disse...

Tudo seria mais simples, se o ser humano não complicasse as coisas e deixasse a natureza fazer o seu percurso.
Abraço
Bom fim de semana

Rosa Carioca disse...

Um poema lindo e ums belas imagens.
Não me canso de dizer isto.

BRANCAMAR disse...

Parabéns Eduardo pelo constante bom gosto na escolha das poesias e pela beleza das tuas imagens.
Beijos
Branca

Celylua - O blog das Letras disse...

Olá amigo das letras...
Saudades literárias (risos).
Cá estou apreciando estes belos poemas e as fotos.
Aplausos e parabéns!
Visitar seu blog é realmente receber boas energias, ou seja, estas lindas paisagens são alimentos saudáveis para o espírito que busca paz e alegrias nesse mundo fantástico das letras...
Tenho muito apreço e reverencia pelas suas brilhantes postagens.
Desde já, receba meu carinho e amizade virtual; Deus abençoe todos os seus dias juntamente com nossa querida Sônia, e todos da sua família.
Beijos perfumados de poesias pra vocês dois.
Felicidades sempre!
Carinhosamente,
Cely.
Muito obrigada!

Sotnas disse...

Olá Eduardo, desejo que tudo esteja bem contigo!
Primeiro quero agradecer sua tão gentil visita no sotblog, e também por seguir meu/nosso espaço. Como havia dito, gostei do seu cantinho e voltei para admirar novas e rever as já vista imagens e ler outros belíssimos poemas postados aqui! Belo e ótimo texto este!
Pois é, seria muito mais simples claro, se, não fosse mais fácil para nós humanos complicar tudo, até mesmo o simples ato de viver, amar...
Parabéns pelo seu ótimo espaço de imagens e poemas! Tudo de bom pra você e todos ao redor sempre abraços e até mais!